Redação do Blog

A base do governo na Câmara de Deputados acatou uma proposta da oposição para adiar a votação da Reforma da Previdência para 2 de maio. A ideia inicial era que a pauta fosse apreciada na próxima semana.

Com base no portal A Tarde, o adiamento foi proposto pelo deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), que apresentou o pedido formalmente no início da sessão da Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara. Molon sugeriu um acordo para que o parecer do relator, o deputado Arthur Maia (PPS-BA), fosse lido nesta quarta sem obstrução, discutido na próxima semana, mas só votado em maio.

O governo resistia, mas a deputada Jandira Fhegali (PC do B-RJ) disse, que se não houvesse acordo, a oposição iria imediatamente obstruir a pauta.

Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

Leave a Reply