Cerca de 200 produtores rurais, na maioria agricultores familiares, estudantes e técnicos do setor público e privado, estiveram no Instituto Federal Baiano, Campus Guanambi, na manhã do último sábado, 08 de Abril, onde participaram do II Dia de Campo sobre Técnicas de Cultivo e Uso da Palma Forrageira. A abertura do Dia de Campo contou com a presença do diretor geral, prof. Roberto Lima, do pró-reitor de extensão, prof. Carlindo Rodrigues e demais coordenadores de área.

O evento é uma iniciativa da comunidade acadêmica do Mestrado Profissional em Produção Vegetal no Semiárido, com colaboração da Coordenação de Extensão e da Direção Geral do Campus. A palma forrageira tem sido muito difundida no semiárido, assumindo um papel importante na alimentação do gado, sobretudo devido à sua resistência à seca.

O Dia de Campo abordou sobre o plantio de palma forrageira, as práticas de cultivo, os resultados obtidos com adubações e espaçamentos, as estratégias de utilização de água salina no cultivo e a palma na alimentação de ruminantes. Também foi apresentado um Diagnóstico do Sistema de Produção da Palma Forrageira no Perímetro de Ceraíma, elaborado pela estudante do Mestrado Profissional, Alyne Gomes. Empresas do setor de equipamentos agrícolas expuseram seus produtos durante a realização do dia de Campo.

O Campus Guanambi vem desenvolvendo pesquisas para aumentar a produtividade e o valor nutritivo da palma, recentemente os trabalhos desenvolvidos na instituição foram tema de uma reportagem do programa Bahia Rural, exibida em todo o Estado. A realização do Dia de Campo visa aproximar os agricultores aos resultados destas pesquisas, afim de difundir as melhores tecnologias de cultivo.

Deixe uma resposta